Governo de SP aumenta em 7% o salário de diretores e supervisores da rede estadual

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo

Neste domingo (11), o governador Geraldo Alckmin anunciou o reajuste em 7% do piso salarial dos diretores e supervisores ativos do quadro de magistério da rede estadual de ensino. O projeto de lei será encaminhado à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) para aprovação e aplica-se também para os aposentados.

O reajuste será retroativo a 1º de fevereiro. Com a medida, o salário base de diretores e supervisores que atuam nas mais de cinco mil escolas da rede estadual de ensino passará a ser 7% superior.

Em meio à crise econômica em todo o País, com algumas redes de Educação inclusive atrasando o pagamento de salários, o aumento faz parte da política do governo paulista de reforçar e valorizar o magistério da maior rede de ensino da América Latina. Em São Paulo, o salário base de outros servidores que atuam em Educação ainda aumentará em 3,5%. Medida também inclui servidores aposentados.

“Nós passamos nesses últimos anos um período difícil no quadro econômico, porque São Paulo tem muita indústria e foi a mais atingida na crise, e o agronegócio ainda sobreviveu, mas a indústria sofreu muito e quando produto interno bruto cai a nossa arrecadação cai mais”, explica Alckmin.

O evento, realizado no Palácio dos Bandeirantes, contou com a presença do secretário da Educação do Estado de São Paulo, José Renato Nalini, que comemorou a medida. “Que a educação de São Paulo continue na dianteira do Brasil e sirva de exemplo para implementar a Base Nacional Comum Curricular para o Brasil inteiro”, disse.

Também participaram do evento mais de 90 professores da rede estadual de ensino, secretário da Casa Civil, Samuel Moreira, e os representantes do Sindicato dos Supervisores de Ensino do Magistério Oficial no Estado de São Paulo (Apase) e Sindicato de Especialistas de Educação do Magistério Oficial do Estado de São Paulo (Sudemo).

Benefícios

O salário-base dos professores em São Paulo é acrescido de benefícios, de acordo com as faixas e níveis da carreira, quinquênio, além de bônus por merecimento, pago anualmente de acordo com avanço do ensino nas escolas estaduais. Além do aumento do salário, o governador assinou um decreto que acresce em 50% o valor do auxílio alimentação dos servidores públicos que ganham :até R$ 3.777,90. Com o  às aumento, o benefício passa de R$ 8 para R$ 12.

 

O post Governo de SP aumenta em 7% o salário de diretores e supervisores da rede estadual apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.

Powered by WPeMatico