Casarões do Centro Histórico de São Luís são monitorados o ano todo

Spread the love

Defesa Civil monitora os Casarões do Centro Histórico. Foto: Divulgação

Desde o último final de semana, os trabalhos de monitoramento e vistorias de casarões do Centro Histórico de São Luís foram intensificados pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Maranhão (CEPDECMA). Além de identificar os pontos sensíveis a desabamentos, a ação dos técnicos e peritos visa também evitar a ocorrência de acidentes com vítimas. Trabalho que é feito durante o ano inteiro.

“No período que chamamos de normalidade, que é quando não há a ocorrência de chuvas tão fortes, realizamos todo o trabalho de prevenção, que consiste nas vistorias e notificação de proprietários e moradores para os riscos que aqueles casarões estão sujeitos, especialmente quando começarem as chuvas”, explica o capitão do Corpo de Bombeiros e chefe do Departamento de Gestão de Riscos da Defesa Civil Estadual, Fernando Fernandes.

As equipes do órgão, compostas por engenheiros, arquitetos, entre outros, fazem as vistorias técnicas e identificam os prédios que merecem atenção.

Defesa Civil monitora os Casarões do Centro Histórico. Foto: Divulgação

“Nesse trabalho prévio, quando identificamos que há risco e especialmente que há morador, passamos as informações para a Defesa Civil Municipal e ao Iphan para acompanharem e notificarem os moradores.”

Para Elitânia Barros, coordenadora da Defesa Civil Municipal, o acompanhamento durante o ano inteiro facilita os trabalhos emergenciais quando necessários. O órgão também faz trabalhos preventivos. “Com esse trabalho conseguimos retirar a maioria dos moradores”, diz a coordenadora.

Ações Preventivas

Além das vistorias técnicas, a Defesa Civil também realiza o acompanhamento climatológico para todo o estado. As edificações e áreas com risco de incêndios e desabamentos são identificados, além da emissão de laudos de engenharia e orientações de segurança à população em situação de risco.

Para este período de chuvas, o georreferenciamento também é outra ferramenta utilizada para prevenir acidentes. Casarões e Casas de Cultura são classificados como pequeno, médio ou alto risco de desabamento e/ou incêndio.