CENTRO CULTURAL – MPMA realiza evento em alusão ao Dia Mundial do Autista

Spread the love
DSC 0038DSC 0043DSC 0042DSC 0054cc 55 11cc 55 1cc 55 9Com o objetivo de promover o debate e dar visibilidade à educação inclusiva, o Ministério Público do Maranhão realizou na última sexta-feira, 12, no Centro Cultural, em São Luís, um evento em alusão ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo, comemorado em 2 de abril.

A data foi criada, em 2007, pela Organização das Nações Unidas (ONU) para alertar as sociedades sobre os transtornos de desenvolvimento do cérebro que afetam cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo. A programação foi direcionada a estudantes e reuniu mais de 120 crianças, de 7 a 10 anos, de projetos sociais e escolas localizadas nos bairros da Cidade Operária, João Paulo, Coroadinho, Liberdade e Turu.

Ao dar as boas-vindas aos estudantes, a promotora de justiça e coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa dos Direitos das Pessoas Idosas e das Pessoas com Deficiência, Gabriele Gadelha Barboza de Almeida, destacou a necessidade de respeitar as diferenças e não as considerar de forma negativa, mas, sim, inerentes à natureza humana. “Agradeço a presença de todos aqui nesse momento de reflexão e aprendizagem”.

Em seguida, o procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, falou sobre o papel do Ministério Público em defesa da sociedade e a concepção do Centro Cultural de se aproximar da sociedade, por meio da arte e da cultura. “Sobre o autismo, nós não podemos fechar os olhos para esta realidade, precisamos respeitar as diferenças. Isso não pode ser visto só pela questão da saúde, também é questão de educação, cidadania, acessibilidade e inclusão. Temos que debater esse tema sem preconceito”.

Também presente no evento, o diretor-geral da Procuradoria Geral de Justiça, Emmanuel Guterres Soares, deu seu depoimento sobre o filho de sete anos que é autista. “Ele é um anjo em nossa família. A pessoa que é autista tem uma característica especial. Mais do que achar que o autismo é um problema, trata-se de um desafio para nós que temos que conviver com essas pessoas que são dignas de todo respeito e amor. Peço a todas as crianças aqui presentes que vejam os autistas como amigos especiais”.

A programação teve seguimento com a exibição do curta-metragem “Depois que te vi” e debate sobre o filme e temática do autismo com a secretária-adjunta da Pessoa com Deficiência da Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular e coordenadora do Comitê Gestor Estadual de Políticas de Inclusão das Pessoas com Deficiência, Beatriz Silva; com a historiadora e fundadora da Associação dos Amigos do Autista, Telma Nascimento; e com a especialista em educação inclusiva e autora de livros infantis Sharlene Serra.

Ela apresentou o livro de sua autoria “Interagindo com Lucas”, da coleção Incluir, por meio de contação de história.

A programação foi organizada pela equipe do Centro Cultural em conjunto com o Centro de Apoio Operacional de Defesa dos Direitos das Pessoas Idosas e das Pessoas com Deficiência.

CARACTERÍSTICAS

O autismo não é uma doença e sim um transtorno de desenvolvimento cerebral, também conhecido por “Transtornos de Espectro Autista” ou TEA e se manifesta de diferentes formas, de acordo com cada pessoa, podendo apresentar dificuldades de aprendizagem e relacionamento, interesse direcionado a áreas ou assuntos específicos, fobias, agressividade, dentre outras características.

ATIVIDADES

Na mesma data, o procurador-geral de justiça participou de outras três atividades simultâneas realizadas na sede do Centro Cultural e Administrativo do MPMA, no Centro de São Luís. A primeira foi a abertura do curso de Perícia Social e Perícia Social Indireta, com as assistentes sociais servidoras do Ministério Público. O treinamento foi ministrado pela doutora em Serviço Social, Graça Türck.

A Escola Superior do Ministério Público promoveu, ainda, o curso de Capacitação de Depoimento Especial de Crianças em Processos Judiciais e o terceiro módulo, Controladoria Pública, do curso de pós-graduação em Gestão e Governança em Ministério Público, ministrado pelo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, José Ribamar Caldas Furtado.

Redação e fotos: Johelton Gomes (CCOM-MPMA)