Inaugurado Espaço de Artes nas Promotorias de Imperatriz

Spread the love
DSC 0051DSC 0006WhatsApp Image 2019 04 23 at 16.05.50DSC 0026WhatsApp Image 2019 04 23 at 16.08.38 1WhatsApp Image 2019 04 23 at 16.08.19 1Na manhã desta terça-feira, 23, foram assinados, pelo procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, os Atos n° 149 e 150 de 2019. O primeiro criou o Espaço de Artes Mário Leonardo Pereira e o segundo batizou o prédio-sede das Promotorias de Justiça de Imperatriz com o nome do promotor de justiça Mário Ramos Guimarães.

Mário Leonardo Pereira foi promotor de justiça com atuação destacada no tribunal do júri, tendo atuado em Imperatriz entre 1974 e 1981. O membro do Ministério Público ocupou o cargo de corregedor além de ter sido integrante da diretoria da Associação do Ministério Público do Estado do Maranhão (Ampem) por diversas vezes.

Já Mário Ramos Guimarães, também foi promotor de justiça e atuou durante muito tempo na região tocantina desde o seu ingresso no Ministério Público, em 1970. Sua primeira comarca foi Fortuna, tendo passado por Alto Parnaíba, Imperatriz, Coroatá e São Luís.

A diretora das Promotorias de Justiça de Imperatriz, Nahyma Ribeiro Abas, afirmou ser uma grande satisfação inaugurar um espaço de arte que permitirá a exposição das obras de artistas locais. “Nós somos privilegiados por termos uma sede com boa estrutura, que pode atender às nossas necessidades e que, de certa forma, atende a toda a região tocantina”. A curadora do espaço é a servidora Iane Carolina Silva.

O chefe da Assessoria Especial da Procuradoria Geral de Justiça, promotor de justiça Justino da Silva Guimarães, filho de Mário Guimarães, agradeceu, em nome de sua família, pela homenagem prestada e lembrou a grande amizade de seu pai com Mário Leonardo Pereira, também homenageado. “O Ministério Público era uma paixão de meu pai. Por isso, agradeço por essa homenagem que ficará para a eternidade em nossa instituição”.

O procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, ressaltou a importância das artes e da cultura, citando criação do Programa MP Cultural e a recente inauguração, em São Luís, do Centro Cultural e Administrativo do Ministério Público. “É inédito no sistema de justiça maranhense, estabelecer espaços culturais e artísticos como indutores das políticas públicas garantidoras dessa dimensão imaterial, afetiva e transcendente que é a manifestação artística”, afirmou.

Para Luiz Gonzaga Coelho, a inauguração do espaço em Imperatriz marca o início da interiorização das ações do Centro Cultural do MPMA. “Outras galerias serão inauguradas, mas teremos ações mesmo nas unidades que não comportem galerias assim. O propósito é fazer chegar nas Promotorias ações de difusão e valorização da arte e dos artistas locais, aproximando a sociedade e educando para a cidadania”, garantiu.

Sobre Mário Guimarães, Luiz Gonzaga Coelho ressaltou o exemplo de homem público e a sua dedicação à sociedade maranhense. “Essas homenagens singelas são a lembrança de que a história de conquistas e vitórias que empreendemos em favor do cidadão só se fez pelo esforço e dedicação dos homens e mulheres que construíram e constroem o Ministério Público de todos”.

Também participaram o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos; o diretor-geral de Procuradoria Geral de Justiça, Emmanuel Guterres Soares; o diretor da Secretaria para Assuntos Institucionais do MPMA, Marco Antonio Santos Amorim; o diretor da Secretaria de Planejamento e Gestão, Raimundo Nonato Leite Filho; a vice-presidente da Ampem, Camila Gaspar Leite; o coordenador do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, Cláudio Rebêlo Correia Alencar; o tesoureiro da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Júnior Cascaria, além de membros e servidores do Ministério Público, prefeitos e vereadores dos municípios da região.

Redação: Rodrigo Freitas (CCOM-MPMA)

Fotos: Johelton Gomes / Iane Carolina (CCOM-MPMA)

Powered by WPeMatico