Maranhão abre campanha de vacinação contra febre aftosa rumo à meta de 100% de imunização

Spread the love

Governo lança campanha para imunizar 100% do rebanho bovino e bubalino do Estado. Foto: Divulgação

O Governo do Maranhão lançou oficialmente nesta quinta-feira (9) a primeira etapa da Campanha de Vacinação Contra a Febre Aftosa no Estado. A meta deste ano é vacinar mais de oito milhões de bovinos e bubalinos em todo o território estadual.

De acordo com a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED), o objetivo para 2019 é de imunização de 100% do rebanho com a perspectiva de que já em 2020 o Estado fique livre de febre aftosa, sem necessidade de vacinação. A segunda etapa da campanha será em novembro deste ano.

O vice-governador Carlos Brandão destacou o trabalho da AGED e a parceria com os criadores do Maranhão para o alcance da meta.

“Tenho certeza que nós vamos atingir a meta. No ano passado, vacinamos 97% do rebanho e tenho certeza que este ano cumpriremos a meta de 100% de vacinação.  Esses bons resultados são possíveis graças à parceria que a AGED tem promovido com os criadores do estado”, destacou Brandão.

O presidente da Associação de Criadores do Maranhão, Ivaldeci Rolim de Mendonça, parabenizou o Governo pela iniciativa e garantiu o fortalecimento da parceria com o Estado para que o Maranhão fique livre da aftosa sem necessidade de vacinação.

“O Governo pode contar sempre com a nossa contribuição porque, se nós tivermos sanidade animal de qualidade, nós temos abertura para o mercado externo. Parabenizo o Governo por mais essa campanha”, disse.

Governo lança campanha para imunizar 100% do rebanho bovino e bubalino do Estado. Foto: Divulgação

Prazos

A primeira etapa de vacinação segue até o próximo dia 30 de maio e os pecuaristas têm até o dia 15 de junho para comprovar a vacinação do rebanho.

Para a diretora-presidente da AGED, Fabíola Ewerton, essa primeira etapa da campanha de vacinação é mais um passo para que o Estado seja zona livre de aftosa, conquista essencial para a ampliação da comercialização de carne.

“Essa campanha faz parte do plano estratégico de retirada da vacinação. A nossa meta é que em 2020, o Maranhão se torne livre da febre aftosa, sem necessidade de vacinação. É um plano do Governo para que possamos ganhar tanto o mercado nacional quanto internacional. É um grande processo de valorização do agronegócio com geração de renda e economia para o Maranhão”, explicou.

Fortalecimento da AGED

Durante a solenidade oficial de abertura da campanha, o vice-governador Carlos Brandão elogiou o esforço do corpo técnico da AGED para a obtenção dos excelentes resultados que o Maranhão tem conquistado com as campanhas de imunização do rebanho bovino e bubalino.

“Nossa meta de alcançar 100% do rebanho é ousada, mas será possível graças ao corpo técnico da AGED, órgão que nós temos fortalecido e que nos garantiu uma posição de respeito”, disse.

Fabíola Ewerton destacou o empenho do Governo para o fortalecimento da defesa animal e vegetal do Maranhão, mesmo num cenário nacional de crise.

“A defesa agropecuária é muito importante para o avanço do agronegócio, da agricultura familiar e da agropecuária do Estado. Sem um órgão de defesa fortalecido, é impossível avançar e o Governo do Estado tem promovido esse fortalecimento, mesmo num cenário de grave crise que o país enfrenta”.

“A agropecuária tem um importante papel no PIB do Estado, então é importante para todo o mercado. Oitenta porcento do crescimento do PIB do Maranhão nos últimos dois anos está relacionado com a agropecuária, que é área de atuação da AGED”, acrescentou a diretora-presidente da AGED.

Governo lança campanha para imunizar 100% do rebanho bovino e bubalino do Estado. Foto: Divulgação

Powered by WPeMatico