Operações da Polícia Militar refletem em aumento do número de armas apreendias na Grande Ilha

Spread the love

Operações realizadas na Região Metropolitana de São Luís são executadas por equipes dos Comandos de Policiamento de Área Metropolitano I e II (Foto: Divulgação)

Mais de 490 armas foram apreendidas pela Polícia Militar do Maranhão, em operações na Região Metropolitana de São Luís, em 2018. Em 2017 foram apreendidas 262 armas de fogo. O montante representa um aumento de 47,2% nas apreensões e é reflexo de operações com foco no desarmamento de criminosos. A apreensão de armas reflete na redução de outras ocorrências como os assaltos.

As operações realizadas pela Polícia Militar na Região Metropolitana de São Luís são executadas por equipes dos Comandos de Policiamento de Área Metropolitano (CPAM) I e II, com atuação em Raposa, Paço do Lumiar, São José de Ribamar e na capital.

 Operações realizadas na Região Metropolitana de São Luís são executadas por equipes dos Comandos de Policiamento de Área Metropolitano I e II (Foto: Divulgação)

“Temos um firme trabalho na contenção do crime de forma geral. Cada arma apreendida enfraquece a atuação do crime e com isso resulta em menos homicídios, menos roubos. É uma ação integrada entre os diversos grupamentos da Polícia Militar pela garantia da segurança do cidadão”, enfatiza o comandante do CPAM I, tenente-coronel Alexandre Francisco dos Santos.

Para as operações, os comandos militares têm equipes preparadas e com treino direcionado. É priorizada a qualificação técnico-profissional com treinamento dos Grupamentos Tático de Motopatrulhamento, instrução de abordagem, bem como curso de tiro, além de palestras sobre o comando de segurança comunitária.

“O objetivo é potencializar e melhorar o atendimento à população, reduzir as ocorrências e promover ações de combate e prevenção de crimes. A apreensão de armas é um trabalho significativo, pois, ao desarmar o criminoso, enfraquecemos sua atuação”, destaca o comandante do CPAM II, coronel Aritanã Lisboa.

Outros resultados das operações do CPAM I e II incluem: a recuperação de mais de 1.180 veículos, condução ou flagrante de aproximadamente 4 mil pessoas, além da apreensão de drogas diversas e redução de homicídios. Os comandos também realizam ações de combate a assaltos a coletivos e residências. O trabalho do CPAM I e II cobre mais de 600 bairros e abrange uma população que ultrapassa 1,4 milhão de moradores.

O comandante Aritanã Lisboa atribuiu o êxito das operações ao método adotado pela Polícia Militar que inclui gestão participativa; reuniões permanentes para avaliação de resultados; ações de valorização dos policiais militares destes grupamentos; e o fortalecimento da relação polícia e comunidade com a estruturação dos Conselhos Comunitários Pela Paz.

Powered by WPeMatico