Apoio do Governo do Estado possibilita desenvolvimento agrícola do Baixo Parnaíba

Spread the love

Dia de Campo da Cultura da Mandioca em Magalhães de Almeida (Fotos: Handson Chagas)

O pequeno produtor com acesso a incentivos para potencializar a produção e ampliar sua área de negócios. Esse é o foco do projeto Tabuleiros de São Bernardo, iniciativa do Governo do Estado, que destina recursos à agricultura familiar e está em atividade no município de Magalhães de Almeida, região do Baixo Parnaíba. Nesta quarta-feira (22), equipe de técnicos da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp) estiveram na área para acompanhamento dos produtores.

Dia de Campo da Cultura da Mandioca em Magalhães de Almeida (Fotos: Handson Chagas)

Em mais um dia de campo da cultura da mandioca, técnicos orientaram e acompanharam as comunidades agrícolas no perímetro irrigado do projeto, em Magalhães de Almeida. O Tabuleiros de São Bernardo agrega comunidades produtoras de mandioca, o projeto garante, ainda, a permanência de profissionais para treinamento, assistência técnica e orientação aos agricultores.

“Esse projeto é de grande importância por unir várias instituições ligadas à cadeia da mandioca, junto aos agricultores, promovendo uma troca de saberes e grandes possibilidades de negócios. Entendemos que, a partir deste incentivo, essa região tem tudo para se tornar um grande polo produtivo”, destacou o secretário de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Júlio César Mendonça, que esteve na localidade acompanhando a rotina de cultivo.

Dia de Campo da Cultura da Mandioca em Magalhães de Almeida (Fotos: Handson Chagas)

São mais de 80 produtores integrando a cooperativa do projeto, que têm produção média entre 25 e 50 toneladas de mandioca. O projeto trabalha o plantio irrigado, que reduziu o tempo de produção da mandioca de um ano e meio para oito meses. Como resultado dos incentivos, os pequenos produtores agora abastecem uma multinacional que utiliza a mandioca para a fabricação de cerveja típica maranhense, a Magnífica, produzida pelo grupo Ambev em uma parceria feita com o Governo do Estado.

A presidente da Aged, Loroana Santana, destaca o caráter empreendedor do projeto no estímulo aos pequenos produtores. “O resultado imediato da promoção desta iniciativa foi uma grande movimentação econômica na região, que teve ampliada suas culturas de mandioca, estimulando a inclusão de mais famílias no projeto”, disse.

Para os produtores, a ação do governo estadual significa mais emprego, mais renda e mais qualidade das culturas. “Graças a Deus, melhorou bastante para nós. A gente tem pessoas que sabem mais e ajudam para produzir melhor e aprender coisas novas. Mudou muita coisa, porque a gente tem ajuda séria e que ajuda a aprender mais”, destacou a agricultora Maria do Amparo Lima.

Para o também agricultor, Sebastião Nascimento, a cultura da mandioca ficou ainda mais fácil e rentável. “A gente aprende mais coisas, coisas novas, e, agora, podemos produzir mais e já sabendo que vamos vender bem. Eu fiquei muito feliz de ter essa ajuda. É muito importante, porque aqui a gente precisava mesmo”. A produção da área que antes abastecia apenas o mercado local, atualmente garante matéria-prima para a produção da bebida.

Powered by WPeMatico