SÃO LUÍS – Conselheiros de defesa dos idosos e pessoas com deficiência participam de treinamento

Spread the love
DSC 0523Rita FreireDivaldo FalcãoDSC 0532O Ministério Público do Maranhão realizou na manhã desta terça-feira, 21, no auditório das Promotorias de Justiça de São Luís, no Calhau, o treinamento “O poder dos conselhos” destinado a conselheiros de direitos de defesa do idoso, pessoa com deficiência e saúde.

O evento foi organizado pelo Centro de Apoio Operacional de Proteção ao Idoso e à Pessoa com Deficiência (CAOp-PIPD) e reuniu conselheiros dos municípios de São Luís, São José de Ribamar e Paço do Lumiar. A auditora fiscal aposentada, advogada e coach integral sistêmica Rita de Cássia Freire foi a facilitadora do treinamento, abordando o papel social, a responsabilidade dos profissionais e a motivação no trabalho.

O diretor da Secretaria para Assuntos Institucionais, Marco Antonio Amorim, deu as boas-vindas aos participantes e anunciou que o Ministério Público está trabalhando em um curso de capacitação para conselheiros de diversas áreas. “A interlocução com os conselheiros de direitos e o treinamento desses agentes é estratégico para aperfeiçoar o controle social e o acompanhamento das políticas públicas”.

Além de representantes dos conselhos de direitos municipais e estaduais de defesa do idoso, pessoa com deficiência e saúde, o evento teve a participação do Conselho Estadual LGBT, Conselho Estadual dos Direitos Humanos e Fórum das Entidades de Defesa e Proteção da Pessoa Idosa.

De acordo com a promotora de justiça e coordenadora do CAOp-PIPD, Gabriele Gadelha, é a necessidade de aproximação e sinergia os conselhos. “Esse encontro foi pensado para que pudéssemos fortalecer o conselheiro e a própria atividade do conselho. É essencial que ele tenha consciência da relevância do seu papel e esteja de fato a cumprir o controle social, a averiguação das políticas públicas. Nós não podemos chegar a esse resultado se não tivermos antes disso um conselheiro forte e atuante”.

O presidente do Conselho Municipal das Pessoas com Deficiência de São José de Ribamar, Divaldo Falcão, é cego e destacou que, muitas vezes, o Poder Executivo não quer que exista o conselho que vai fiscalizá-lo. Ele parabenizou o Ministério Público pela iniciativa em realizar o treinamento. “Nós [pessoas com deficiência] estamos vivos e lutando por nossos direitos”.

Também participaram do evento os promotores de justiça José Augusto Cutrim Gomes (1ª Promotoria de Justiça de Defesa da Pessoa com Deficiência de São Luís) e Flávia Valéria Nava Silva (3ª Promotoria de Justiça Cível de São José de Ribamar).

Redação e fotos: CCOM-MPMA

Powered by WPeMatico