DAVINÓPOLIS – MPMA oferece atendimento médico e jurídico a vítimas de enchentes

Spread the love
davi 22davi 11davi 4davi 6davi 18O Ministério Público do Maranhão realizou no último sábado, 1º de junho, uma ação solidária para ajudar as vítimas atingidas pelas enchentes do mês de março e abril no município de Davinópolis. Também participam da organização do evento o Judiciário Estadual, Defensoria Pública do Maranhão, Facimp, Unimed e Exército Brasileiro.

A campanha MP Solidário – SOS Davinópolis levou atendimento jurídico e médico de diversas especialidades. A ação foi realizada na escola estadual Francisco Alves.

O atendimento jurídico foi ofertado pela Facimp e pela Defensoria Pública. Além das pessoas atingidas pelas chuvas, os moradores do município em geral também puderam receber atendimento. Dentre os serviços, foram ofertadas ações de alimentos, divórcio, cobrança, previdência, aposentadoria retificação de registro, ações na área do consumidor, entre outros.

Entre as especialidades médicas, foram oferecidos atendimentos em clínica geral, pediatria, dermatologia, angiologia, ortopedia, nefrologia e alergologia.

ORGANIZADORES

Organizadora do evento, a promotora de justiça Raquel Chaves Duarte Sales, titular da 3ª Promotoria de Justiça Criminal de Imperatriz, conta que a ação solidária surgiu da necessidade de ajudar as pessoas que sofreram durante as enchentes provocadas pelas chuvas torrenciais de março e abril.

“O excesso de chuvas trouxe várias sequelas para o município, sobretudo na área de saúde, já que muitas pessoas ficaram doentes e o acesso à saúde é muito deficiente. O acesso à justiça também fica comprometido, porque muitos têm que se deslocar à Imperatriz para ter buscar o auxílio da Defensoria, por exemplo”, relata a promotora Raquel Chaves.

Coordenador do Núcleo da Defensoria Pública em Imperatriz, o defensor público André Jacomin destacou a parceria com o Ministério Público. “O evento foi um sucesso. Estamos à disposição do Ministério Público para fortalecermos cada vez mais essa parceria e nos aproximarmos mais do cidadão”, destacou.

Responsável por grande parte da logística do evento, o comandante do 50º BIS (Batalhão de Infantaria de Selva), coronel Lautier, ressaltou a importância de ações dessa natureza. “Os organizadores prestaram serviços para uma população carente dos serviços ofertados aqui. É uma satisfação para o 50º BIS contribuir com essa bela ação para o povo de Davinópolis”, afirmou.

Representando a Facimp, a professora Dinalva Feitosa observou o evento como uma oportunidade que vai além da ajuda às pessoas, mas também uma experiência para os alunos do curso de Direito. “Esse é um momento em que podemos trazer nossos alunos para viver a realidade social, para que quando eles se tornarem um bacharel ou um advogado, possam fazer com que as pessoas hipossuficientes sejam atendidas com respeito e dignidade”, avaliou.

Presidente da Unimed em Imperatriz, o nefrologista Irisnaldo Félix da Silva ressaltou o alcance social da ação. “Há pacientes que esperavam alguns meses para falar com um especialista e aqueles que trouxeram um problema simples. Chegaram também aqueles que queriam apenas mostrar um exame, como também os que precisavam da prescrição de medicamentos ou de encaminhamentos”, descreve.

A dona de casa Marinalva dos Santos Rocha conseguiu dois atendimentos médicos e um jurídico na ação social. Ela ficou feliz por conseguir de uma vez só consultas com um ortopedista e um ginecologista, além de dar entrada no pedido de guarda da neta, órfã de mãe, vítima de feminicídio. “A gente só consegue consulta pra especialista uma vez por mês em Imperatriz. Hoje consegui duas consultas e ainda dei entrada no pedido de guarda da minha neta. Foi uma bênção”, comemorou.

Redação e fotos: Iane Carolina (CCOM-MPMA)

Powered by WPeMatico